A carta

Carta... Dessas que necessitam de envelope e selo postal e que o correio demora, às vezes, dias para entregar.
Embora estando no reinado dos e-mails, cartas ainda possuem bastante significado...
Começo dizendo que ela ainda não chegou.
O motivo? Não sei.
Penso na hipótese de ter sido extraviada, que meu endereço não estava correto ou o correio ainda não entregou...
Com um pouco a mais de racionalidade, imagino não ter tido tempo de enviá-la, ou até mesmo porque não quis fazê-lo.
Agora com despeito (consciente): Será que foi endereçada propositalmente a outro destinatário?
Sei que ela foi escrita... O vento me disse.
Hoje quis realmente saber onde ela foi parar.
Chamas? Cinza?
Reciclagem?
Ou em uma lixeira qualquer?
Sabe por que ainda penso nela? Essa carta continha gotículas de orvalho para acalmar a minha dor. Palavras que meu coração precisava ouvir.
Ela não chegou. Estou aqui, até hoje. Esperando a carta, que agora sei: Era a última.

1 comentários:

Lye disse...

Lellaaaaaaaaaaaa!!!! Que lindoooooooo!!!!!!!!

Postar um comentário